27.1.16

Análise- Álbum Cry Baby ♥



Olá pessoas!

Como eu já mencionei aqui, eu estive escutando e acompanhando loucamente a Melanie Martinez, depois de ter ouvido cada música do álbum "Cry Baby" umas 158461321 vezes, decidi fazer aqui uma análise de cada música e o que eu acho que ela significa. Também vou colocar a frase que eu achei mais marcante em cada música no começo da interpretação.

 Cry Baby é um álbum conceitual, isso quer dizer que cada faixa é um "capítulo" da história. As faixas lembram muito a infância, aparentemente, mas estudando as letras, vemos que é algo muito mais complexo que isso.
 A obra conta a história de "Crybaby" uma garota muito sensível e ligeiramente instável,

 Já deixo claro aqui que essa é a minha interpretação, se você pensa diferente, seria legal me contar nos comentários <3



Faixa 1- Crybaby ( veja a letra)
" Seu coração é maior que seu corpo."

Nessa música, somos apresentados à Crybaby, uma garota solitária, sem amigos, e considerada chorona. Ela parece trocar o cérebro pelo coração, e simplesmente não consegue conter as lágrimas.
 Aqui nós vemos que Crybaby não tem amigos, ela parece ter uma torneira nos olhos, se abala facilmente com qualquer coisa e tem uma autoestima muito baixa. Por que ela é assim? É isso que começamos a entender a partir da faixa 2.


Faixa 2- Dollhouse ( veja a letra)
"Todos pensam que somos perfeitos, por favor, não os deixe olhar pelas cortinas."

Nessa música, conhecemos o lar da Crybaby, descobrimos que a mãe dela tem problemas com a bebida, que seu irmão usa drogas e seu pai é infiel.
 O refrão pede para que não deixem as pessoas olharem pelas cortinas, ou seja, as pessoas não podem descobrir o quê eles são de verdade, eles tem que parecer perfeitos, como bonecos. Uma frase interessante na letra é "Não deixe eles verem o que acontece na cozinha". O que será que isso significa? Descobrimos isso no vídeo clipe da faixa 3.
 O que eu percebi, é que ela usa como metáfora, as bonecas que criam vida quando a criança vai embora. Acredito que a garotinha represente as pessoas, conhecidos da família, que pensam que eles são perfeitos, quando eles se afastam, as coisas mudam completamente.
 Vemos que a família dela é totalmente desestruturada, talvez seja por isso que ela tenha essa personalidade sensível.


Faixa 3- Sippy Cup ( veja a letra)
" Sangue ainda mancha mesmo se os lençóis forem lavados."

 Nessa música, Melanie fez algo muito legal, ela usou uma mamadeira para representar as mentiras que sua mãe contava e a encenação que fazia para a família aparentar ser "perfeita". A frase "Xarope ainda é xarope dentro de uma mamadeira" pode ser interpretada de várias formas, mas eu acredito que seja algo como "Os problemas continuam, mesmo que tentemos disfarça-los".
  A história da música se concentra agora na mãe, que finge que não sabe da amante de seu marido e de seu duvidoso emprego: "Dinheiro sujo, onde arranjou esse anel, querido?" "Só mais um turno da drogaria" "Ele não acha que sou tão estúpida assim, acha?"
  Lembram o que eu disse sobre a cozinha? No clipe, o pai chega em casa com a amante, e a mãe, bêbada, mata os dois a facadas (eu sei, chocante). O mesmo clipe também mostra a mãe colocando a bebida dentro de uma mamadeira, acredito que para as pessoas não perceberem o que ela realmente está bebendo.
 A música mostra como a mãe de Crybaby sofria e encenava para manter uma família perfeita, e como todos os seus esforços não valiam a pena, a família está em ruínas.


Faixa 4- Carousel (veja a letra)
"É tudo diversão e jogos, até que alguém se apaixone. Mas você já comprou o ingresso e não há mais volta."

E no meio desse turbilhão de emoções, a personagem começa a sentir algo diferente, talvez ela tenha se apaixonado, mas ela não deixa isso claro em Carousel.
 Aparentemente, ela começou a gostar de um garoto, mas ele parece não sentir o mesmo, ela se sente colada a um carrossel, girando e girando incansavelmente.
  No finalzinho da música, vemos que Crybaby está sofrendo por esse sentimento, quando aparece a frase "Por que você roubou meu coração de algodão doce? Você o jogou dentro desse maldito buraco de moedas, e agora estou presa, girando e girando, e girando."
 Na música, ela não diz que está realmente apaixonada, mas deixa claro que aquele garoto de fato mexe com ela de alguma forma.


Faixa 5-  Alphabet Boy (veja a letra)
 "Você pode quebrar a minha bengala doce, mas nunca vai me ver chorar."

Nessa música, Crybaby fala sobre o mesmo garoto de Carousel, só que agora eles estão mais próximos. pela letra, fica aparente que ele gosta de brincar com os sentimentos dela e machucá-la por diversão, como ela fala em "você me constrói como blocos de brinquedo, só para me derrubar".
 Então, ela perde o controle e ofende o garoto, "você é o príncipe do parquinho, garotinho do alfabeto". Ela desiste de tentar agradá-lo e diz "danem-se seus diplomas, garoto do alfabeto".  Ela mostra que ele se acha mais inteligente e superior que ela, e a despreza completamente.


Faixa 6- Soap (veja a letra)
" Deus, eu queria nunca ter dito, agora tenho que lavar a boca com sabão."

Depois de ter jogado as verdades na cara do Alphabet Boy (vou chamar ele assim daqui em diante pra vocês não se confundirem), Crybaby é tomada por um amargo arrependimento, nessa música, fica claro que ela tenta seguir os passos da mãe e ignorar a própria dor. "Estou cansada de ser cuidadosa, na ponta dos pés, tentando manter a água aquecida".
 Vemos que ela está tentando manter o relacionamento através de encenação, sendo quem ela não é. Mordendo a língua e aguentando tudo calada, em "Alphabet Boy" ela simplesmente surtou e disse tudo e mais um pouco. Esse esforço que ela faz para manter o "relacionamento" dos dois, talvez mostre que ela sente algo por ele.

Faixa 7- Training Wheels (veja a letra)
"Eu amo tudo que você faz, quando me chama de burra pra caramba pelas besteiras que faço."

E aqui, senhoras e senhores, fica claro que Crybaby está apaixonada pelo Alphabet Boy, mas ele ainda não parou de menosprezar a garota, como ela diz, ele a chama de burra o tempo todo.
 Quando ela diz que vai tirar as rodinhas de treino, quer dizer que ela vai mudar quem ela é por ele, mesmo que ele nem ligue pra ela, ela está apaixonada.

Faixa 8- Pity Party (veja a letra)
"Estou rindo, estou chorando, sinto como se eu estivesse morrendo."

Essa música me deixou realmente muito confusa, fiquei tipo "O quê uma festa de aniversário tem a ver com essa treta toda?". Até que pensei bem e me veio uma tese.
 Talvez, a música não fale sobre uma festa, e sim sobre o Alphabet boy.
 Em "Training Wheels", Crybaby se entregou completamente a ele, depositou todo seu amor no garoto e esperava que ele retornasse esse sentimento.
  O garoto é representado pelos convidados, que receberam convites e solicitações, mas simplesmente ignoraram e não compareceram à festa. É como se ela mostrasse seu amor por ele para que ele viesse a amá-la também, e ele não fizesse isso. Esse sentimento seria representado pela festa, por isso é uma festa fracassada, o sentimento não existiu.
 A garota demonstrou todos os seus sentimentos, e o "convidou" para sentir o mesmo, e ele não a desprezou e desapareceu. Depois dessa música, não temos mais notícias dele.


Faixa 9- Tag, You're It (veja a letra)
"Uni-duni-tê, pegue a dama pelos pés, se ela gritar não a deixe ir."

Como essa música, na maior parte, é cantada no passado, acredito que ela esteja contando algo que aconteceu antes de "Pity Party".
 Se vocês verem a letra, perceberão que é quase explícito que ela fala sobre um sequestro, mas eu acho que não.
  Para mim, a música fala sobre o relacionamento abusivo que ela teve com o Alphabet Boy, ela está relembrando tudo que ela passou, como ele teria "raptado" a verdadeira personalidade dela.
  Acredito que o sequestrador na música, seja o garoto por quem Crybaby estava apaixonada, e a pessoa que narra a história (ou seja, a pessoa sequestrada) seria a verdadeira identidade dela.
  Mas qual é essa identidade? A partir dessa faixa, o álbum se concentra em mostrar a transição da Crybaby chorona e sensível pra uma personalidade completamente diferente.


Faixa 10- Milk and Cookies (veja a letra)
"Das cinzas às cinzas, é hora de cair."

 Na letra dessa música, se nota que Crybaby está, aparentemente, envenenando alguém. Fica bem na cara que ela colocou veneno nos biscoitos: "Você gosta dos meus biscoitos? Foram feitos só pra você! Um pouco de açúcar, mas um monte de veneno também."
 Para mim, essa música mostra quando a garota esquece do Alphabet Boy, Pelo visto, ele a quer de volta, mas ela "o matou" em sua mente. "Das cinzas às cinzas, é hora de cair. Ah, querido, você me quer agora?".
 Ela não está, de fato, envenenando alguém, e sim, esquecendo daquela pessoa, o garoto agora está  "morto" para ela, ela diz que não aguenta mais, e como fica explícito em, "9...10... Nunca mais quero te ver de novo." ela não aguenta mais conviver com esse garoto.


Faixa 11- Pacify Her (veja a letra)
"Alguém me disse para ficar longe do que não é meu. Mas como ele era seu se me queria tanto?"

 Nessa faixa, o narrador descreve uma suposta traição, onde a mulher traída é chorona e sensível. seria ela a Crybaby? Como, se ela não tem mais ninguém?
 Acredito que na verdade, todos os personagens da música (Namorado, namorada e amante) são a Crybaby. Acho que a namorada representa a personalidade frágil dela, a amante seria a sua personalidade forte e louca, e o namorado seria a própria garota, tendo que escolher uma das duas personalidades.
  Na música, mostra-se que a garota traída fica choramingando, enquanto a amante não está nem aí e pede para que o garoto a acalme. É como se os dois egos batalhassem dentro da garota, ela está decidindo que caminho seguir. "acalme ela, ela está me dando nos nervos. Você não a ama, pare de mentir com essas palavras.". Quem diz isso é a amante, ou seja, a Crybaby louca e insensível, é como se ela mesma dissesse à sua personalidade frágil "Eu não sou assim, eu não me amo assim.".


Faixa 12- Mrs Potato Head (veja a letra)
"Não seja dramática, é só um pouco de plástico. Ninguém vai te amar se você não for atraente."

 E no meio dessa guerra de egos da Crybaby, ela para por um momento e pensa em ser como a mãe dela, lembram? A mãe da garota fazia de tudo pra manter o relacionamento "perfeito" o pai, inclusive cirurgias plásticas. E é sobre isso que fala essa música. A garota fala com um "Senhor cabeça de batata", que na minha opinião, é o cirurgião plástico. "Senhor cabeça de batata, é verdade que dor significa beleza?", vemos que na letra, ela fala sobre uma mulher (" Você jura que vai durar para sempre, mesmo que o rosto dela não fique junto?"). Provavelmente, essa mulher é a mãe de Crybaby.


Faixa 13- Mad Hatter (veja a letra)
" Eu sou doida, querido eu sou maluca. A amiga mais louca que você já teve."

 E por final, temos "Mad Hatter". Nessa faixa a Crybaby deixa tudo de lado e para de tentar ser carinhosa, ela larga sua personalidade frágil. Como mostrado em todo o álbum, ela para de tentar afastar o seu verdadeiro eu e o aceita, começa a agir como sempre foi, começa a ser ela mesma. Louca, imprevisível e insensível. Ela não sofre mais por sentimento algum e faz as coisas sem pensar duas vezes. Essa é a verdadeira Crybaby, uma chapeleira maluca,



  Ufa, terminei! Espero que tenham gostado da análise, lembrando que essa é a minha opinião, ideias diferentes são sempre bem vindas!

 Beijão!


Nenhum comentário :

Postar um comentário